BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

11/10/2017 - GOVERNO ANALISA CRIAR CONTRIBUIÇÃO DOS ACORDOS COLETIVOS, DIZ MINISTRO


O governo analisa a possibilidade de criar uma Contribuição dos Acordos Coletivos na regulamentação que fará da reforma trabalhista, disse nesta terça-feira, 10, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, após participar de audiência pública na Câmara dos Deputados. "Imposto sindical obrigatório, nunca mais", afirmou. (Lu Aiko Otta)


Ele explicou que o imposto sindical não deixou de existir, mas deixou de ser obrigatório,     conforme recomenda a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Paralelamente, explicou, está em avaliação a proposta de se criar essa nova contribuição, que serviria para "subsidiar despesas da convenção coletiva".


Esse é um dos pontos em aberto na "possível Medida Provisória" (MP) que o governo elabora para regulamentar pontos da reforma trabalhista. O Executivo se comprometeu a enviar essa MP acatando algumas propostas de senadores à matéria, num acordo que permitiu a aprovação, pelo Senado, do texto que havia passado na Câmara, sem modificações.


Essa MP, porém, ainda não está pronta, nem tem data para tal. Há um mês, o presidente Michel Temer recebeu presidentes de centrais sindicais e indicou que a proposta estaria pronta em cerca de 30 dias.


"Estamos dialogando: o Ministério do Trabalho, a Casa Civil, o movimento sindical, os empregadores e a base governista", disse o ministro. "Procuramos observar com muita atenção cada ponto enviado pelo Senado como sugestão e buscamos o consenso."


Por outro lado, a MP não poderá "descaracterizar nem afrontar o que a Câmara aprovou." É essa costura que o governo busca fazer.


 




Fonte: ESTADAO / FEEB PR

 Outras Notícias

08/12/2017 - GÁS ABALA ORÇAMENTO DE 67% DOS BRASILEIROS, MOSTRA DATAFOLHA

08/12/2017 - OPERAÇÃO LAVA JATO DEVOLVE MAIS R$ 653 MILHÕES PARA A PETROBRAS

08/12/2017 - CÂMARA VAI VOTAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO DIA 18 DE DEZEMBRO, DIZ LÍDER DO GOVERNO

07/12/2017 - ITAÚ SELECIONA GERENTES COM SALÁRIO DE QUASE R$ 6 MIL; QUALQUER CURSO SUPERIOR É ACEITO

07/12/2017 - SEM VOTOS, TEMER ADIA DEFINIÇÃO DE DATA PARA VOTAÇÃO DE REFORMA

07/12/2017 - JUÍZA DECIDE QUE FIM DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É INCOSTITUCIONAL

07/12/2017 - SEM NEGOCIAÇÃO, DIREÇÃO DO SANTANDER IMPÕE BANCO DE HORAS

30/11/2017 - JUIZ REVERTE DEMISSÃO EM MASSA E DIZ QUE REFORMA É INCOSTITUCIONAL

30/11/2017 - CENTRAIS CONVOCAM GREVE NACIONAL EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

30/11/2017 - CENTRAIS SE REÚNEM COM MAIA EM OPOSIÇÃO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2017 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.